top of page

Aline Maria Ferreira com idade de 33 anos morre após procedimento estético para aumentar glúteos

Influenciadora morre no DF após procedimento estético para aumentar glúteos



Aline Maria Ferreira tinha 33 anos. Procedimento foi realizado em uma clínica de Goiânia e ela morreu em hospital particular de Brasília.


Uma influenciadora digital morreu no Distrito Federal, na terça-feira (2), após fazer um procedimento estético para aumentar os glúteos, com a aplicação de PMMA.


A mulher morreu em um hospital particular de Brasília, onde estava internada desde sábado (29).


De acordo com a Polícia Civil, o procedimento foi realizado no dia 23 de junho, um domingo, em uma clínica de estética de Goiânia (GO).


Segundo o marido da influenciadora, a cirurgia foi rápida e eles retornaram para Brasília no mesmo dia e que "ela estava bem".


No entanto, no dia seguinte, ela começou a ter febre.


Ele entrou em contato com a clínica e foi informado que "era normal e que ela deveria tomar um remédio para febre". Mesmo após o medicamento, Aline continuou com febre, e na quarta-feira (26), começou a sentir dores na barriga.

De acordo com o marido, na quinta-feira (27), Aline piorou e desmaiou. Ele a levou ao Hospital Regional da Asa Norte (Hran), onde ficou por um dia. Depois, ela foi transferida para um hospital particular da Asa Sul, onde faleceu.

O corpo de Aline será velado e sepultado nesta quinta-feira (4), no cemitério Campo da Esperança do Gama.


Aplicação de PMMA nos glúteos



No procedimento que Aline Maria Ferreira da Silva passou, foi feita a aplicação de 30ml de PMMA em cada glúteo.


PMMA é a sigla para polimetilmetacrilato, uma substância plástica utilizada para preenchimentos em tratamentos estéticos faciais e corporais, sobretudo para aumento dos glúteos.


Entretanto, sua composição pode causar reações inflamatórias que, por sua vez, podem levar a deformidades e necrose dos tecidos onde foi aplicado.


O procedimento, de acordo com o marido da influenciadora, foi feito pela dona da clínica.


A mulher foi informada que Aline passou mal e chegou a visitá-la no Hran. No hospital, a dona da clínica negou ter aplicado PMMA em Aline e disse que usou "um bio estimulador".


Em outro dia, por telefone, a mulher disse que Aline poderia ter pego uma infecção no lençol de casa, mas o marido da influenciadora disse que isso não seria possível, "pois em nenhum momento o local da aplicação do produto ficou inflamado ou saiu algum tipo de secreção e que Aline teria ficado o tempo todo de bruços, com as nádegas para cima".


De acordo com o marido da influenciadora, nenhum medicamento dado no hospital surtiu efeito, "possivelmente devido ao produto injetado".


  • NOVIDADES PARA VC:

Siga o nosso canal "Notícias Guariba" no WhatsApp pelo link abaixo:




Comments


bottom of page