top of page

Carla Helena do Rocio de Moura de 31 anos é morta após cancelar a medida protetiva de urgêncial e relatar relacionamento.


Marido é preso em flagrante após matar esposa a facadas em Almirante Tamandaré: 'Confirmação do ciclo de violência', diz delegada


Crime foi cometido na casa onde os dois moravam.


Segundo a polícia, vítima tinha medida protetiva de urgência contra ele, mas reatou o relacionamento.


Um homem de 24 anos foi preso em flagrante suspeito de assassinar a facadas a esposa Carla Helena do Rocio de Moura, de 31 anos, na casa onde moravam no bairro Tranqueira em Almirante Tamandaré, na Região Metropolitana de Curitiba.


De acordo com a corporação, ele esfaqueou a vítima durante uma discussão e fugiu na sequência para um matagal.


O casal estaria usando drogas quando o crime foi cometido, segundo a polícia.


Testemunhas chamaram a Polícia Militar e o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), porém, quando os socorristas chegaram, Carla já estava morta.


Os agentes encontraram várias facas na casa, uma delas com sangue.


Policiais civis de Rio Branco do Sul estavam fazendo diligências na região quando viram o tumulto e logo foram informados do crime.


Os agentes saíram em busca do suspeito e o encontraram com o pai em uma área perto de onde o crime foi cometido.


Os dois foram presos.



A delegada de Almirante Tamandaré El Cavalcanti afirma que o feminicídio é considerado esclarecido; documentos devem apenas ajudar a corporação a complementar informações sobre o contexto em que o crime foi cometido.


O suspeito segue preso e optou por ficar em silêncio quando foi interrogado pela polícia.


O pai dele foi liberado quando a polícia identificou que o homem não tinha relação com o crime.


De acordo com a polícia, o suspeito já tinha registros criminais de violência doméstica contra a própria vítima.



"A gente levantou que infelizmente havia uma medida protetiva de urgência válida, contudo haviam reatado o relacionamento e acabou que aconteceu isso, uma confirmação do ciclo da violência", afirmou a delegada.

Segundo a polícia, a medida protetiva foi concedida após outro episódio de violência doméstica cometido pelo suspeito contra a esposa, em dezembro de 2023, também usando facas.


O corpo de Carla Helena do Rocio de Moura deve ser sepultado nesta sexta-feira (7) em Almirante Tamandaré.


No entanto, segundo a família, a vítima deu “uma segunda chance” ao suspeito, mesmo com as falas de pessoas próximas pedindo o contrário.


Declarações de amor


Nas redes sociais, Thailon parecia um homem amoroso, bem diferente daquele que praticava violências contra a mulher fora da internet.


As declarações de amor eram rotina, com agradecimentos por estar feliz ao lado de Carla.



“Eu sou grato pela nossa rotina, pela simplicidade que levamos a vida e por sermos sempre verdadeiros um com o outro”, escreveu em uma postagem.



  • Acompanhe também as noticias Guariba pelo grupo do WhatApp, ou pelo grupo do facebook. basta clicar no link abaixo






Comments


bottom of page