top of page

Delcides de Barros morre preso nas ferragens após colidir a carreta carregada com calcário que dirigia contra um barranco.


Será transladado para Matão o corpo do caminhoneiro Delcides de Barros, de 64 anos de idade, que morreu preso nas ferragens após colidir a carreta carregada com calcário que dirigia contra um barranco.


Ele é pai da professora Adriana de Barros Enge e Alex de Barros.


De acordo com as informações, o grave acidente aconteceu na Rodovia RJ-214, no Rio de Janeiro, entre os municípios de Natividade e Varre-Sai.


O matonense, que residia no Jardim do Bosque, conduzia uma carreta carregada com calcário, descia a serra sentido à primeira cidade.


Quando na altura da Fazenda Bela Vista, em uma curva fechada, perdeu o controle da direção, se chocando contra o barranco e tombando.


A cabine ficou completamente destruída, sendo o caminhoneiro preso por mais de uma hora, sendo removido pelos bombeiros.


O acidente aconteceu no fim da tarde desta quarta-feira, mas os bombeiros concluíram o trabalho por volta de 20h.


Após a conclusão do trabalho de perícia da Polícia Científica carioca, o corpo foi encaminhado ao município de Campos dos Goytacazes, onde seria examinado pelos legistas.


Depois da liberação, o translado será feito pela equipe da Nova Funerária.


Nesta sexta-feira, o corpo será velado no Velório Municipal de Matão e depois, sepultado.




Comments


bottom of page