top of page

“Execução” 02 mortes brutais em um bar chocam a comunidade da cidade, vídeos.


Execução em bar de Navegantes: um dos mortos seria membro de facção, diz Polícia.


Crime aconteceu durante a madrugada na frente de várias pessoas em um estabelecimento no bairro Machados

 

Na madrugada da última sexta-feira (29/12), dois homens foram mortos a tiros em um bar de Navegantes, no Litoral Norte catarinense.


O crime aconteceu na Rua Orlando Ferreira, no bairro Machados, por volta das 2h30. 


A primeira vítima (39 anos de idade) possui passagens policiais, porém sem prisão em flagrante,  não há indícios de que ele seja vinculado a facções criminosas.

 

Porém, a segunda vítima (27), há suspeita de prática de tráfico de drogas, desobediência e venda ou fornecimento de bebidas a menores.


Ele, inclusive, já foi vítima de tentativa de homicídio no mesmo modo, anteriormente.


Em 2023, cumpria pena pelo crime de tráfico de droga e obteve liberdade no dia 06/05/2023. Ainda é suspeito de ser membro ativo de organização criminal.

 

No que diz respeito à ocorrência, não há informações claras sobre a real motivação, porém, testemunhas afirmam que possível desentendimento anterior entre clientes tenha sido a motivação crime.


Suspeito de integrar facção


Conhecido pela PM, um dos homens tinha 27 anos e já havia sofrido outra tentativa de homicídio.


Ele teria saído recentemente da prisão, sendo supostamente integrante de uma organização criminosa de Santa Catarina.


Os policiais relataram que, ao chegar no local, encontraram diversas pessoas em seu entorno.


Ele ainda pronunciava palavras não identificadas e chegou a ser encaminhado ao Hospital Marieta com sinais vitais, mas não resistiu.

 

O outro homem executado tinha 39 anos e foi encontrado do lado de fora do bar.


Segundo a PM, o ele tinha passagens policiais, mas sem indicativos de que fosse vinculado a facções criminosas.


A Polícia Civil, o IGP (Instituto Geral de Perícias) e o Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) estiveram no local.


O caso segue sendo investigado pelas autoridades.

 




Comments


bottom of page