top of page

Homem que matou a filha de 9 anos de idade asfixiada, sorri bastante na viatura e na delegacia, veja o video.

Luíza Marques Cardoso foi asfixiada até a morte e o corpo foi encontrado na casa do suspeito.


Gilberto Alves Cardoso de 44 anos, foi preso em Santos, no litoral paulista, no fim da tarde da última terça-feira (19/3), cerca de 18 horas após a filha dele, Luíza Marques Cardoso, de 9 anos, ser encontrado morta por asfixia na casa do pai, em Carapicuíba, região metropolitana de São Paulo.


Imagens obtidas pelo g1, nesta quinta-feira (21), mostram o suspeito sorrindo enquanto deixava a viatura e era conduzido para a delegacia.


Veja o video ele rindo bastante:



Conforme o boletim de ocorrência (BO), o homem foi encontrado na tarde de terça-feira (19), na Rodoviária de Santos, no Centro.


Ele tentou fugir ao desembarcar de um ônibus, mas acabou detido pela equipe do 5º Distrito Policial (DP) de Santos.


A guarda da criança era compartilhada e, por isso, Luíza passou a viver uma semana na casa do pai e outra na da mãe, Lucilene Marques.


O casal encerrou, há cerca de oito meses, o casamento que durou quase dez anos.


Lucilene afirmou em depoimento, no 2º DP de Carapicuíba, que conversou por mensagens com o ex, na noite anterior ao homicídio, sobre um novo relacionamento iniciado por ela.


A mulher ressaltou que Gilberto não usou “tom ofensivo ou violento”, porém destacou que, ao saber sobre o namoro da ex-companheira, ele “passou a criticá-la”.


Por volta das 8h de terça-feira (18/3), Gilberto enviou uma nova mensagem:


“Lu, prometi para a Pituca [filha do casal] que vamos nos encontrar lá no céu”.


Cerca de três horas depois, Lucilene foi informada sobre “a tragédia ocorrida”.


  • Corpo na cama


O tio de Luíza por parte de pai, identificado como Gilson, é vizinho do irmão, na área rural de Carapicuíba.


Por volta das 11h de terça, ele percebeu que o “tio da perua” escolar chamava pela criança, que costumava aguardar o transporte no portão da casa do pai.


Como ninguém atendeu o perueiro, Gilson decidiu entrar na casa do irmão, onde encontrou a sobrinha morta, já com rigidez cadavérica, sobre a cama de seu quarto.


O homem acionou a Polícia Militar (PM), que entrou em contato com o Corpo de Bombeiros e o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). As equipes constataram a morte no local.


Durante investigação, na casa onde ocorreu o crime, foram encontrados um caderno com anotações típicas de um suicida, um frasco de remédio e uma seringa utilizada para aplicar veneno de matar formigas.


No entanto, o suspeito não foi localizado.


O irmão de Gilberto informou que saiu para trabalhar às 6h e a moto do suspeito já não estava na garagem.


Ele ainda contou que conversou com o irmão até 9h pelo WhatsApp, quando o homem disse frases que poderiam sugerir um suicídio, mas em nenhum momento deixou transparecer que pudesse ter feito algo contra a filha.



  • OBS: EU JOÃO PACHARRA DIRETOR E FUNDADOR DO NOTICIAS GUARIBA, JÁ ESTOU FAZENDO DECLARAÇÃO DE IMPOSTO DE RENDA, FAÇO DECLARAÇÃO DESDE ANO 1982, SOU FORMADO EM TÉCNICO DE CONTABILIDADE.


CONVITE ESPECIAL PARA VOCE E INFORMAÇÕES:


  • Noticias Guariba a partir de hoje está com um canal, para ter acesso mais rapido nas noticias basta entrar no convite do canal acessar canal clicando na foto ao lado.


  • Acompanhe as Noticias Guariba pela pagina do Facebook pelo link abaixo:


Comments


bottom of page