top of page

Homem reclama de som alto, corta energia da casa, joga pedras, atira e mata vizinha

Uma mulher de 40 anos foi morta a tiros após uma discussão com um vizinho por causa de som alto, em Colatina, Noroeste do Espírito Santo, na noite desta última quinta-feira (30).


Lindilene Pereira dos Santos estava escutando música na varanda da casa do irmão, quando Luiz Alberto Monteiro dos Santos Anjos, de 33 anos, pediu para diminuírem o volume do som, o que foi feito.


No entanto, a discussão avançou até o momento em que o suspeito disparou seis vezes contra a vítima.


De acordo com a Polícia Militar, mesmo com o volume do som reduzido, o vizinho retornou, entrou no quintal e tentou agredir a vítima fisicamente.


Quando foi embora, Luiz Alberto puxou o fio de energia de um poste, deixando o imóvel sem energia.


Depois, o suspeito teria ido até o terraço da própria casa e começado a arremessar pedras na direção da casa da vítima.


Neste momento, a polícia foi chamada, e uma equipe chegou a ir até o local, no bairro São Marcos, mas a esposa de Luiz Alberto disse que ele havia saído de moto.


Sem encontrá-lo, os militares foram embora.


Uma hora depois, o homem voltou e percebeu que Lindilene tentava consertar os fios do poste que ele havia danificado.


O suspeito teria então começado a xingar a vítima e, após uma nova discussão, subiu até o terraço, de onde efetuou os disparos contra a mulher.


O irmão de Lindilene, o pedreiro Fabiano Pereira Neto, disse que a família estava se divertindo no fim de semana, comendo peixe e ouvindo música.


Durante o desentendimento, ele entrou em luta corporal com o vizinho e acredita que seria o alvo dos disparos.


“Chamei a minha irmã para comer peixe comigo.


Deixamos o som ligado.


Ele pediu para reduzir o som, a gente reduziu e depois desligou o som.


O cara veio aqui, entrou em luta corporal comigo.


Eu empurrei ele, ele me empurrou.


Depois, quando estávamos consertando o fio de energia, o cara atrás, nas minhas costas, atirou na minha direção.


A minha irmã entrou na frente e a bala foi na cabeça dela.


Um cara como esse não tem coração”, lamentou Fabiano.


Lindilene foi socorrida por familiares e levada ao Hospital Sílvio Avidos, em Colatina, onde chegou já sem vida.


Luiz Alberto fugiu novamente de moto, sem capacete, e foi flagrado por câmeras do Cerco Inteligente seguindo em direção à cidade vizinha São Domingos do Norte.


A Polícia Militar se deslocou até lá, mas o homem não foi encontrado.


Lindilene deixa três filhos e um neto.


Uma das filhas liberou o corpo de mãe no Serviço Médico Legal de Colatina nesta sexta-feira (31).


Segundo ela, a família espera por justiça.


"Minha mãe era uma pessoa muito jovem, então é triste, são coisas que vem para abalar, mas Deus tá no conforto", disse.


A Polícia Civil informou que o caso segue sob investigação da Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de Colatina.


Até o momento, nenhum suspeito foi detido e mais detalhes não serão divulgados.


  • Acompanhe também as noticias Guariba pelo grupo do WhatApp, ou pelo grupo do facebook. basta clicar no link abaixo



Comentários


bottom of page