top of page

Jovem de 22 anos é morta após se sequestrada, tortura e é encontrada em chamas por caminhoneiro

O corpo da vítima foi encontrado em chamas às margens da BR-040, na noite desta segunda-feira (19), em Pedro Leopoldo.


Uma mulher morreu depois de ser encontrada em chamas por um caminhoneiro, às margens da BR-040, na noite desta segunda-feira (19), em Pedro Leopoldo, na Grande BH.


Segundo informações da Polícia Militar (PM), Layze Stephanie Gonzaga Ramalho da Silva, de 22 anos, foi sequestrada e estava sendo mantida em cárcere privado, desde o domingo (11) de carnaval.


A família da vítima era chantageada a pagar o valor de R$ 30 mil para que os suspeitos a libertasse com vida.


A jovem morava em Esmeraldas e, recentemente, tinha apresentado à família como namorado um homem, que é um dos suspeitos de participação no crime.


Layze foi espancada e esfaqueada sete vezes antes de ter o corpo queimado na BR-040.


A vítima foi encontrada em chamas por um caminhoneiro e socorrida por funcionários da Via 040 até o Hospital de Pronto-Socorro João XXIII, em Belo Horizonte.


Ela teve 90% do corpo queimado, não resistiu aos ferimentos e morreu durante a madrugada desta terça-feira (20).


De acordo com a PM, foi possível chegar aos suspeitos com a ajuda da família, que repassou aos militares o número de uma chave pix, que receberam para fazer o pagamento do valor exigido para o resgate da vítima.


Um homem e uma mulher foram localizados e presos na Região de Venda Nova, em Belo Horizonte, como suspeitos de cometer o crime.


Por meio da chave pix indicada, foi possível levantar os dados da beneficiária e identificar um veículo registrado no nome da suspeita.


A PM chegou ao local onde eles estavam e os prendeu.


O homem ainda não foi identificado, pois todos os documentos apresentados por ele eram falsos.


Segundo a polícia, eles disseram que a vítima tinha uma dívida com o tráfico no valor que foi pedido à família.


O suspeito confessou à polícia que horas antes de matar a jovem teve relações sexuais com ela e deixou o telefone celular dela como garantia de pagamento em um motel, na tarde desta segunda-feira (19).


  • Acompanhe as Noticias Guariba pela pagina do Facebook pelo link abaixo:

Comments


bottom of page