top of page

Nathany Gomes gravida de 38 semanas morre vitima da dengue

GRÁVIDA É MAIS UMA VITIMA DA DENGUE

A biomédica Nathany Gomes morreu em Goiânia com suspeita de dengue depois de ter hemorragias e passar por cirurgias e tratamentos para tentar conter esses sangramentos.


Ao g1, o marido de Nathany, Marcus Pacheco, contou que estava na igreja rezando pela esposa no momento em que soube da morte dela. “No momento do falecimento eu tava na igreja.


Fui em busca do último milagre, mas eu não tinha entendido que o milagre na verdade é a Aurora”, disse Marcus.


Com 38 semanas de gravidez, ela tinha passado por um parto de emergência na sexta-feira (10), quando deu à luz à pequena Aurora.


A menina nasceu saudável.


Ao g1, A Secretaria de Estado de Saúde (SES) explicou que investiga o caso para saber se a causa foi a dengue.


Em nota, a pasta explicou que as mortes "são consideradas suspeitas até passarem pelo Comitê de Investigação de Óbitos por Arboviroses para ser confirmada ou descartada [a morte pela dengue]"


Ao g1, o marido de Nathany contou que ela teve uma gravidez tranquila até ser diagnosticada com a dengue, que posteriormente fez com que ela tivesse hemorragias e precisasse de cirurgias e tratamentos.


Segundo ele, ela descobriu que estava com dengue no dia 7 de maio e que, a partir de então, fez o tratamento conforme indicado pelos médicos, com hidratação oral e tomando soro em postos de saúde.


Ele ainda contou que, na sexta-feira (10), as plaquetas dela caíram e a biomédica precisou ser internada. No dia, devido ao estado de Nathany, ela precisou passar por um parto de emergência, na tentativa de salvar a vida dela e da filha, a pequena Aurora.


Segundo o marido, durante o parto, que foi de risco por causa da dengue, as plaquetas da esposa caíram ainda mais, de modo que foi necessário que ela fosse sedada. Apesar do quadro da mãe, a pequena Aurora nasceu saudável.


O esposo de Nathany explicou que, segundo os médicos, a menina nasceu saudável devido à saúde da mulher durante a gravidez.


Ele detalhou que Nathany era disciplinada e praticava exercícios físicos todos os dias.


Marcus disse que, no dia após o nascimento de Aurora, Nathany foi transferida para um outro hospital.


Ele explicou que ela começou a ter hemorragia, quadro grave da dengue, e precisou passar por uma cirurgia para retirada do útero para conter esse sangramento.


Mesmo após a cirurgia, as hemorragias permaneceram.


O marido de Nathany explicou que ela passou por hemoiálise, inclusive uma no Dia das Mães, e outras duas cirurgias para tentar parar o sangramento.


"Nessa hemodiálise, ela pediu para chamar todos os parentes, porque tinha risco de falecimento por parada cardíaca.


Ela sobreviveu e melhorou.


Ela ainda aguentou passar por outra cirurgia", explicou Marcus.


"A primeira cirurgia foi para estancar o sangue e retirar o útero.


A segunda e a terceira foi para cessar o sangramento pela dengue hemorrágica", resumiu o marido.


Apesar de todos os esforços dos médicos e de Nathany, ela não resistiu e morreu na quarta-feira (15).


Ao g1, Marcus contou que, quando a esposa morreu, ele estava em um culto rezando pela esposa.


"Ela resistiu à cirurgia, mas passando pouco tempo depois ela faleceu", detalhou Marcus.


Fonte: G1 Goias

 


  • Acompanhe também as noticias Guariba pelo grupo do WhataAPP, basta clicar no link abaixo

Bình luận


bottom of page