top of page

Nota de Falecimento de Davi Freire Zerbone de 4 anos de idade, foi vítima de uma explosão em uma lancha


O governo do Espírito Santo procura agilizar o translado do corpo do menino Davi Freire Zerbone, de 4 anos, que morreu em Araruama, no Rio de Janeiro, nesta sexta-feira (21), de volta ao Estado.


A informação é da secretária estadual das Mulheres, Jacqueline Moraes.


A previsão é que o corpo chegue ao Estado no domingo (23).


Davi estava internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Estadual Roberto Chabo, em Araruama, desde a última segunda-feira (17).


Ele foi vítima de uma explosão em uma lancha em Cabo Frio, na região dos Lagos, do Rio de Janeiro no dia 14 de junho.


O menino morreu no hospital após passar por complicações e uma parada cardiorrespiratória, no fim da tarde desta sexta-feira (21).


Davi sofreu queimaduras em 100% do rosto no acidente.


De acordo com Jacqueline Moraes, o corpo de Davi, que morava em Cariacica, junto da família, precisou ser levado ao Instituto Médico Legal (IML) de Araruama para ser periciado.


A previsão, dada ao governo, é de que a necropsia leve pelo menos 24 horas.


"É um momento de dor muito grande, uma tristeza profunda.


Estamos fazendo o máximo para viabilizar este traslado até domingo, estamos dando toda a assistência à família, no momento, são tentativas", relatou a secretária.


De acordo com Jacqueline, apesar de a criança ter morrido em um hospital, haverá uma investigação criminal em torno do acidente que vitimou Davi.


O pai do menino, inclusive, precisou vir a Vitória para prestar depoimento.


A explosão da lancha ocorreu na altura da Ilha do Japonês, em Cabo Frio, na tarde de segunda-feira (17).


Uma família capixaba estava a bordo da embarcação, que realizou uma parada para abastecer. No momento da partida, houve a explosão.


Este é o terceiro episódio de explosão em lancha em Cabo Frio em menos de um mês.


A Marinha do Brasil vai investigar as causas do acidente.


  • A TRAGÉDIA:


TRAGÉDIA EM CABO FRIO: EXPLOSÃO DE LANCHA DEIXA DUAS VÍTIMAS FATAIS


Na madrugada deste domingo (23), Aleksandro Leão Vieira, de 36 anos, faleceu no Hospital Estadual Roberto Chabo (HERC), em Araruama, devido aos ferimentos causados pela explosão de uma lancha em Cabo Frio.


O acidente, que ocorreu na última segunda-feira (17), já havia tirado a vida de Davi Freire Zerbone, um menino de 4 anos.


  • Detalhes do Acidente


A explosão aconteceu logo após a lancha parar para abastecer na Ilha do Japonês, em Cabo Frio. Segundo Leandro Zerbone, pai do menino Davi, “o rapaz parou para abastecer a lancha. Na hora que foi dar a partida, explodiu. Eu e mais dois colegas caímos na água porque estávamos muito perto do fundo da lancha. Foi um desespero total.”

Aleksandro estava internado desde o acidente e, apesar de uma breve melhora na sexta-feira (21), seu estado de saúde piorou e ele não resistiu. Davi Freire Zerbone, que teve 100% do rosto queimado, estava intubado na UTI do HERC e faleceu na sexta-feira (21).


  • Outras Vítimas


Além de Aleksandro e Davi, a explosão deixou outras dez pessoas feridas, incluindo um bebê de 1 ano e 5 meses, que está em estado grave no Hospital Estadual Alberto Torres (Heat), em São Gonçalo. Entre os feridos estão Nayara Tauslane Andrade, de 22 anos, Caroline Pimentel, de 28 anos, e uma menina de 5 anos, todos com quadro estável. Letícia Sampaio, de 26 anos, mãe de Davi e grávida de três meses, está internada no Hospital Estadual Azevedo Lima, em Niterói, também com quadro estável.


  • Investigação da Marinha


A Marinha do Brasil instaurou um Inquérito Administrativo sobre Acidentes e Fatos da Navegação (IAFN) para apurar as causas e responsabilidades do incidente. Militares da Delegacia da Capitania dos Portos em Cabo Frio enviaram uma lancha e uma moto aquática ao local para auxiliar as vítimas no dia da explosão.


A embarcação acidentada, identificada como “Eye Sea”, não causou poluição hídrica, segundo a Marinha.


O inquérito será encaminhado ao Tribunal Marítimo para as medidas previstas.



Komentarze


bottom of page