top of page

Três adolescentes de 15,16 e 17 anos morrem depois que uma cabeça d'água atingiu uma cachoeira, a mãe de uns deles de 43 anos ainda está desaparecida ainda.

  • As vítimas da cabeça d'água em Paranavaí são:


  • Pedro Henrique, de 17 anos.


  • Letícia Silva, de 15 anos.


  • Kauane Duarte, 16 anos.


Maria Gessé, de 43 anos, mãe de Kauane, continua desaparecida.


Segundo o Corpo de Bombeiros, as buscas serão retomadas nesta terça-feira (19), mesma data em que serão sepultados os corpos dos jovens.


De acordo com a corporação, quando a cabeça d’água atingiu o grupo, todos foram arrastados pela correnteza.


Conforme relatos, as vítimas tentaram se segurar em cipós.


  • Veja mais abaixo.


De acordo com o Simepar, na hora da enxurrada choveu cerca de 53 milímetros na cabeceira do rio.


Os jovens eram naturais de Paranavaí.


Eles se reuniram para se refrescar e fazer registros fotográficos para um evento da igreja que frequentavam.


  • Vítimas eram estudantes


Letícia estava no 2° ano do ensino médio, e Kauane no 3° ano.


Elas estudavam no Colégio Estadual Silvio Vidal.


Pedro Henrique cursava o 3º ano do ensino médio no Colégio Estadual Leonel Franca.


Em nota, as duas instituições lamentaram a morte dos jovens nas redes sociais.


O adolescente jogou na base do time do Atlético Clube Paranavaí .



  • Mãe viu filho sendo arrastado


Daiane do Santos Sterto, mãe de Pedro Henrique, presenciou o filho resgatando duas pessoas e, depois, sendo arrastado pela correnteza.


"Na hora de ir embora, tiramos as fotos, de repente veio muita água, a gente conseguiu nadar, seguramos no cipó... Quando olhei para trás veio muita água... cada um segurava no cipó. O Pedro pulou e salvou as duas e trouxe para cima com o cipó, aí subiu para salvar a Ariele, colocou ela para cima e se soltou. Foi um herói", disse.

Daiane, mãe de Pedro, contou que pulou na água para tentar resgatar o filho, mas a força da água jogou ela para o fundo, quando retornou a superfície não viu mais o Pedro.


"Só clamava a Deus por misericórdia. Ia morrer ali. Subi correndo para pedir ajuda.


Tinha um Pitbull e subi na árvore para gritar, gritar, e gritar por socorro.


Dai veio um rapaz para salvar eles" falou.


  • O caso

Segundo o Corpo de Bombeiros, oito pessoas estavam reunidas no ribeirão Paranavaí, aos fundos de uma propriedade particular, na área rural.


Quando o grupo estava prestes a ir embora, foi surpreendido pela cabeça d'água,


Equipes dos bombeiros foram acionadas e encontraram os jovens em locais diferentes.


Um deles estava a cerca de quatro quilômetros do ponto de onde foram levados.


Conforme a corporação, equipes também tiveram dificuldade de acessar o local onde os demais jovens foram localizados.


Para o trabalho, foram necessários equipamentos especiais.


"A dificuldade é que não tem área nas margens para caminhar, precisa caminhar dentro do rio para fazer as buscas. Saímos ontem daqui por volta das 21h30", falou o sargento Oliveira.

  • O que é uma cabeça d´água



  • Entenda:



Segundo o Corpo de Bombeiros, quando o fenômeno acontece, a água apresenta uma mudança na coloração e passa a ter mais folhas e galhos.


Os bombeiros recomendam que as pessoas visitem estes locais sempre acompanhados de instrutores ou pessoas com experiência na região.


Quando o rio apresentar algum sinal de aumento do volume ou mudança da coloração, é preciso sair imediatamente do local e procurar pontos mais altos nas margens do rio.


OBS: EU JOÃO PACHARRA DIRETOR E FUNDADOR DO NOTICIAS GUARIBA, JÁ ESTOU FAZENDO DECLARAÇÃO DE IMPOSTO DE RENDA, FAÇO DECLARAÇÃO DESDE ANO 1982, SOU FORMADO EM TÉCNICO DE CONTABILIDADE.



  • CONVITE ESPECIAL PARA VOCE E INFORMAÇÕES:


  • Noticias Guariba a partir de hoje está com um canal, para ter acesso mais rapido nas noticias basta entrar no convite do canal acessar canal clicando na foto abaixo.


  • Acompanhe as Noticias Guariba pela pagina do Facebook pelo link abaixo:

Comments


bottom of page